sexta-feira, 5 de abril de 2013

justiça do AM condena acusado de massacre a 191 anos de prisão Elmar Carneiro foi considerado culpado pela morte de 13 pessoas. Julgamento durou mais de 20 horas no Fórum Henoch Reis.


Caso foi julgado no Fórum Henoch Reis, no AM
(Foto: Divulgação/TJAM)

Depois de um julgamento com duração de mais de 20 horas, Elmar Libório Carneiro, foi condenado a 191 anos e 22 dias de prisão em regime fechado. Pelo Conselho de Segurança do Tribunal de Justiça doAmazonas (TJAM), ele foi considerado culpado pela morte de 13 pessoas no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj), no dia 25 de maio de 2002.

Segundo informações do TJAM, Elmar foi acusado pelo Ministério Público do Estado do Amazonas (MPE-AM) de trancar os portões de acesso às alas do presídio e promover o massacre de 12 detentos e um agente penitenciário. Elmar recebeu a maior pena aplicada, até agora, pelo TJAM no caso. Em 2011, três envolvidos foram condenados a 120 anos, 132 anos e 120 anos, respectivamente.

Durante o julgamento ocorrido, na quinta-feira (4), no Fórum Henoch Reis, Zona Centro deManaus, quatro das cinco testemunhas de acusação não compareceram. A outra convocada morreu em 2011, porém, o MPE-AM apresentou a gravação do depoimento dele durante o julgamento de 2011. Nesse relato, é revelado detalhes de como o massacre ocorreu, sendo citados os nomes dos líderes do crime.

No período da tarde, foram ouvidas as cinco testemunhas de defesa e o réu foi interrogado por volta das 19h. O julgamento foi encerrado quase 5h da madrugada desta sexta-feira (5) com o resultado da condenação.

http://g1.globo.com/am/amazonas/noticia/2013/04/justica-do-am-condena-acusado-de-massacre-191-anos-de-prisao.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES POR E-MAIL