quarta-feira, 17 de abril de 2013

Seis testemunhas de defesa são ouvidas no segundo dia do julgamento do caso carandiru Início do terceiro dia foi adiado após um dos jurados apresentar mal estar



Fonte | TJSP - Quarta Feira, 17 de Abril de 2013



Em mais um dia do júri de 26 dos 83 policiais acusados da morte de 111 presos no Carandiru, seis testemunhas de defesa foram ouvidas no Plenário 10 do Fórum da Barra Funda.


A sessão foi iniciada com o depoimento dos desembargadores Ivo de Almeida, Fernando Antonio Torres Garcia e Luiz Augusto San Juan França, seguidos do governador do Estado à época dos fatos, Luiz Antonio Fleury Filho, do ex-secretário de Segurança Pública, Pedro Franco de Campos e da juíza Sueli Zeraik de Oliveira Armani. Na sequência, acusação e defesa leram peças processuais aos jurados.


Os trabalhos seriam reiniciados às 9 horas desta quarta-feira (17) com a leitura de outras peças do processo para que, em seguida, sejam realizados os interrogatórios dos réus.


Nota á imprensa


Um dos jurados apresentou mal estar na manhã de hoje, antes do início dos trabalhos do júri do Carandiru. Foi então solicitada a presença de um médico do TJSP para avaliar o estado de saúde do jurado. Após examiná-lo, o médico recomendou ainda que o paciente permanecesse em repouso, até uma nova avaliação.


O juiz conversou com o jurado, que disse estar disposto a continuar, mas por precaução, o magistrado achou por bem seguir a orientação médica.




http://jornal.jurid.com.br/materias/noticias/seis-testemunhas-defesa-sao-ouvidas-no-segundo-dia-julgamento-caso-carandiru

Nenhum comentário:

Postar um comentário

RECEBA AS ATUALIZAÇÕES POR E-MAIL